Com a pulga atrás da orelha

Publicado fevereiro 16, 2009 por ale
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

– Encontrei no meu pé a pulga que me comia viva. Vacilei e perdi a maldita, mas logo depois encontrei e matei-a sem dó. O gato de rua/do vizinho que mora aqui em casa andou trazendo as bichinhas e estou há uma semana me coçando sem parar. Até me deu um alívio agora!

– Tenho uma ótima novidade pra contar: estamos de passagem comprada para nossas tão esperadas férias. Deixamos Sydney no dia 10 de Março rumo à Bangkok. De lá vamos para Pukhet, que é mais perto das praias mais legais da Tailândia. Ainda temos que fazer nosso roteirinho de viagem por terra em mar, mas as de avião estão garantidas. Voltamos no dia 27, descansados e felizes.

– O casal casado Márcia e Titanic voltou do Brasil. Estamos felizes. Já fomos jantar na casa deles em Dee Why e já devolvemos o convite aqui em casa. Eles estavam fazendo bastante falta.

– Ontem fomos pela primeira vez em uma festa de brasileiros em Sydney. Tinha show de pagode, depois virou baile funk e mais depois ainda, noite eletrônica. Nem lembro da última vez que eu tinha saído pra dançar. Tava bem divertido, mas virei abóbora rapidinho. Começou a rolar uma putaria geral e a gente saiu de fininho. Um clima engraçado, tipo todo mundo conhece todo mundo e sempre vai nos mesmos lugares e se pegam-se entre si mutuamente. Tô ficando velha…

– Hoje faz uma semana que a temperatura máxima aqui não passa dos 20 graus. E choveu todos os dias. Inverno afú. Nenhum sentido.

– Depois de nove meses de atraso, finalmente subimos um vídeo que gravei em maio do ano passado, pra mostrar como é o caminho da praia até a nossa casa. Espero que vocês gostem:

Looks like Atlantis

Publicado fevereiro 5, 2009 por EGS
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

clovelly

Na última segunda-feira, aproveitamos uma folga conjunta do casal e fomos passear em Clovelly, praia aqui pertinho de Maroubra e que ainda não conhecíamos. Descemos do ônibus na Clovelly Rd e fomos caminhando até achar o mar, que na verdade parecia um PISCINÃO DE RAMOS, com uma faixa estreitíssima de areia e água de coloração duvidosa. Pra completar, existe uma imensa área de piso de concreto que parece a BASE AÉREA DE CANOAS (ns). Muito bizarro.

Pensamos que aquilo só podia ser uma outra prainha, e depois de uma parada estratégica pra almoçar, seguimos rumo ao famigerado cemitério de Clovelly, certamente perto da praia, pensamos. O cemitério é muito legal e gigante. A vista pro mar faria qualquer morto querer voltar ao nosso plano. Depois de cruzar todo o terreno, continuamos caminhando pro lado que julgávamos ser a VERDADEIRA praia de Clovelly. Resultado: acabamos parando em Bronte.

Ficamos um pouco decepcionados com a aparência de Clovelly, mas o dia foi ótimo de qualquer forma. À noite, encontramos o Nego, o Lique e o Gui (amigo deles que estava passando um mês de férias na Austrália) pra jantar na Sydney Tower, uma torre enorme que fica bem no centro da cidade. Lá de cima dá pra ver Sydney inteira, é bem legal. O restaurante fica girando o tempo todo, pra que se possa ver a cidade de todos os lados. Pena que isso causa um certo incômodo pra quem está tentando jantar. Mas valeu a visita, certo.

Fotos desse ótimo dia lá no Picasa.

Bizarrias da Austrália inimagináveis para brasileros:

Publicado janeiro 25, 2009 por ale
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

Eu na fila do banco, um cara no caixa. Nada de especial, tava de jeans e camiseta, provavelmente pegando troco ou algo do gênero. Ele se escorou no balcão e a camiseta levantou um pouco, deixando à vista o REVÓLVER que ele carregava na guaiaca. Fiquei chocada. Não lembro se a gente já comentou que aqui não existe detector de metais na porta do banco. Pois é, não existe. Muito naturalmente o cara terminou o que estava fazendo e foi embora. No Brasil não se entra no banco nem com chiclé mastigado no bolso. Se fosse um assaltante, no entanto, ele provavelmente seria preso em meia hora.

E a vida?

Publicado janeiro 21, 2009 por ale
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

– Depois de menos de três semanas a nova gerente pediu demissão. E eu estou de volta à loucura de antes. Não tanto porque acabou a função de Natal, mas estou de novo temporariamente encarregada de cuidar da loja. Vai ser bom pra juntar mais um graninha pra viagem que estamos planejando fazer. Fiquei feliz, porque a gerente era uma guria fresca que não tava muito a fim de colocar a mão na massa. Acho que não vai demorar pra colocarem alguém dessa vez, porque uma coordenadora de uma loja menor se candidatou à vaga e acho que vão colocar ela mesmo.

– A escola começou e não é de todo ruim. Ainda bem que a imigração fechou a outra porque essa é muito melhor. Eu posso escolher quando vou ter aula. Tenho que fazer duas ou três disciplinas por mês, eles nos dão uma grade de horários e a gente pode escolher o que for melhor. Agora eu tô fazendo 3, todas no mesmo dia. É um saco porque passo um dos meus dois dias de folga inteiro na escola, mas pelo menos só preciso ir até a City uma vez. E a gente também pode escolher quando vão ser as férias. E as aulas não são tão ruins. Como são turmas grandes, os professores não tem tempo de ficar dando aula de inglês, então não fica tão insuportavelmente chato.

– O surf agora ficou meio parado. Semana passada ainda fui mais uma vez e consegui pegar umas ondas agachada na prancha. Foi muito divertido.

– O Egs tá trabalhando bastante também. Deu uma diminuida no ritmo logo depois do Natal, mas agora está numa correria de novo. A gente tinha combinado que ia trabalhar bastante de dezembro a fevereiro pra juntar dinheiro e viajar em março.

– Estamos fazendo vários planos. Vamos pra Ásia, mas não sei bem certo pra onde: Bali, Tailândia, Camboja, Vietnam… Ainda estamos acertando os detalhes, mas assim que tivermos decidido eu conto tudo. Estamos também querendo comprar um carro e uma barraca pra viajar aqui pela Austrália. E também fazendo planos bem confusos pra voltar pro Brasil. Ainda não sabemos quando vamos, mas um dia desses. heh. Nossa passagem vence em Agosto, nosso visto vence em Novembro, e ainda estamos estudando a possibilidade de passar uns dois ou três meses na Nova Zelândia antes de voltar. Muitas possibilidades, nada muito claro ainda.

– Ainda estamos esperando visitas. Venham aí!!!

Overcoming the fear

Publicado janeiro 21, 2009 por EGS
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

Eh pratica diaria aqui. Sugiro que todos facam o mesmo.

Surfcraft diaries

Publicado janeiro 9, 2009 por ale
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

Já tava tudo acertado pra comprarmos a long board do Felix. Quando eu ia pagar por ela ele me disse que tinha desistido de vender e ia deixar como a “prancha da casa”, pra todos que quiserem usar. É bom, porque todo mundo usa e até já deram umas batidas nela. Se fosse minha eu ia ficar de cara de a galera levar assim, meio sem noção. Mas fiquei triste. Enfim, vou ver se a gente acha uma no Gumtree.

Hoje fui surfar com o Felix e o Iain. Consegui pegar umas ondas e ficar de joelho. O mar tava bem bom pra mim, porque tinha uns bancos de areia e as ondas quebradas duravam bastante, o que é importante pra dar tempo de levantar e tals. Um tiozinho veio me dar conselhos e me explicar como colocar os pés na prancha pra eu conseguir ficar de pé, muito massa. E eu quase consegui. Coloquei os dois pés na prancha algumas vezes, mas sempre muito pra trás, então ela escapa pra frente antes de eu levantar o corpo.

Depois de duas horas tentado, eu tava exausta, morrendo de fome e sede e achei que não ia conseguir mais do que aquilo mesmo. Talvez mais tarde a gente vá outra vez. Hoje foi realmente divertido. Tomei cada tombo… É legal que eu meio que perdi o medo de cair. Sempre achei que caindo a gente se embolava com a prancha e inevitavelmente levava na cabeça, mas não me aconteceu isso nenhuma vez. A prancha vai embora com a onda. Se o Egs se pilhar, vamos juntos quando ele voltar do trabalho. Ah, a Austrália é o canal!

Jaws

Publicado janeiro 5, 2009 por EGS
Categorias: especial Oz Land - a vida como ela é

http://www.smh.com.au/news/national/sharks-force-swimmers-from-sea/2009/01/04/1231003830522.html